2006-05-29
















Algures por aqui entra o Rio Tejo em Portugal, daí até passar pela Baixa da Banheira é só um pouquinho...

Algures em Vila Velha de Rodão

2006-05-28

Foi realizado hoje o V Encontro de Automóveis Clássicos e Antigos da Baixa da Banheira, iniciativa promovida pelo HACETS- Histórico Automóvel Clube de entre Tejo e Sado e Junta de Freguesia da Baixa da Banheira, contando com o apoio da Câmara Municipal da Moita e foi assim:

http://www.hacets.com
Be jazz no Barreiro, quem não conhece devia conhecer, sem dúvida.

Edifício da Escola de Jazz do Barreiro Rua Salvador Correia de Sá, nº6 - Barreirocontacto: 933244400 – bejazzcafe@clix.pt
O nosso amigo Luis Guerreiro enviou-me um mail a solicitar divulgação que fica aqui melhor expressa nas suas palavras.


O Escudo http://escudo.paginas.sapo.pt/, Boletim Informativo da Azulejaria Artística Guerreiro, está numa nova fase, a sua terceira mutação desde 1998, quando apresentei a minha primeira página na Internet http://arquivosguerreiro.no.sapo.pt/page4.html, com esse título, sobre o trabalho produzido na AAG.
A partir do nº2 do Escudo http://arquivosguerreiro.no.sapo.pt/page5.html, em 2001, o endereço da URL, passa a ser este que ainda hoje se mantém: e">http://escudo.paginas.sapo.pt/>e muitos de vós têm como Link nos vossos Blogs.
O "Escudo" entra agora numa terceira fase em que se acaba a numeração e em que as actualizações serão mais dinâmicas, embora mantenha secções permanentes como a "Breve História do Azulejo em Portugal". http://escudo.paginas.sapo.pt/page7.html Também o carácter bilingue (Inglês e Português) será mantido na medida do possível.
Mas, as grandes mudanças vão para a interligação e interactividade entre mais duas outras páginas da Azulejaria Artística Guerreiro: a "Álbuns" http://azulejariaguerreiro.no.sapo.pt/ e os "Arquivos Guerreiro" http://arquivosguerreiro.no.sapo.pt/index.html que serão páginas complementares ao "Escudo". http://escudo.paginas.sapo.pt/index.html
A página "Álbuns" http://azulejariaguerreiro.no.sapo.pt/será a página comercial da AAG, com o azul e prata como cores dominantes e pretende apresentar a maior parte dos painéis de azulejos já executados por mim durante os até agora 20 anos de trabalho contínuo na área da Azulejaria Artística (17 anos de oficina montada em Alhos Vedros), esta página estará em contínua actualização de painéis realizados na AAG, que, felizmente, e apesar da crise nacional, tem conseguido garantir uma carteira de encomendas de clientes nacionais e internacionais que até agora sempre ficaram satisfeitos com o trabalho efectuado pela AAG. "Álbuns" http://azulejariaguerreiro.no.sapo.pt/ começa com duas colecções que marcam a história da AAG: os painéis de Alhos Vedros http://azulejariaguerreiro.no.sapo.pt/page5.html, painéis por encomendas das associações, clubes, poder local e estabelecimentos comerciais ou clientes particulares e "Imagens do Concelho da Moita" http://azulejariaguerreiro.no.sapo.pt/page6.html a primeira colecção de 24 painéis de 2 azulejos que foi publicada em 1998, como colecção de cromos no jornal "O RIO", mas também outra página nascerá simultaneamente que será a "Arquivos Guerreiro". http://arquivosguerreiro.no.sapo.pt/index.html
Os Arquivos Guerreiro surgiram com a ampliação da minha oficina e com a criação de uma mini-galeria, inaugurada em 2001, com a primeira exposição de Delei em Portugal http://arquivosguerreiro.no.sapo.pt/page2.html, que actualmente funciona como galeria permanente de exposição de trabalhos não convencionais na área da Azulejaria Artística, trabalhos de B.D. ou cartuns, em azulejos.
Começa agora a segunda colecção de cromos no mesmo jornal "Os Barcos d’O RIO", http://azulejariaguerreiro.no.sapo.pt/index.html que contará com 16 azulejos que serão publicados aqui http://azulejariaguerreiro.no.sapo.pt/page3.html todas as quinzenas e sairão em cromos no jornal "O RIO", cujo director, Brito Apolónia, se mostrou de novo receptivo a este meu novo projecto.
A relação das papelarias e os preços das colecções completas em azulejos, pintados à mão estão aqui referenciados http://azulejariaguerreiro.no.sapo.pt/page2.html .
Também os Links para os Blogs e Portais da região http://escudo.paginas.sapo.pt/page16.html estão presentes aqui, nesta página que também no futuro, terá Links para Artistas Vários, que eu admiro e para páginas de BD, Azulejaria Artística e Artes.
Agradecendo a vossa disponibilidade de divulgação da minha Arte e da Azulejaria Artística, despeço-me com amizade.
Luís Cruz Guerreiro

2006-05-27


Apelo por aqueles que não têm voz!

Todos anos por esta altura, fazem-se campanhas para que nas férias, não se abandone os animais. Infelizmente é uma coisa que se tem de lembrar às pessoas consecutivamente. Para além deste apelo, devia de existir uma outra campanha, para que as pessoas não deixassem os animais dentro dos carros com os vidros fechados em parques de estacionamento ou outros sítios, enquanto "vão ali".
Faço este apelo porque já deparei diversas vezes com esta situação. O ano passado cheguei ao cumulo de forçar a abertura dos vidros dum carro para dar água a um pobre animal que estava quase a perder os sentidos devido ao calor que se encontrava no interior do veículo. Quando os donos chegaram levaram uma tamanha desanda de quem presenciou a situação, os quais ainda se sentiram ofendidos, por lhes terem feito aquilo ao carro.
Penso que a ignorância e a falta de sensibilidade de algumas pessoas no nosso país é gritante. Como proposta a uma mudança deste tipo atitudes, era fazer chegar a informação através dos programas aos quais estas pessoas vão buscar exemplos, como: novelas e outros programas televisivos.

2006-05-26

O lema que o PS no Barreiro apresentou às autáquicas de 2001 foi "Pelo Barreiro Vale a Pena Mudar".

5 Anos depois a mudança foi avaliada em "14 milhões de euros de compromissos assumidos não pagos; 11,2 milhões de euros de dívidas de curto prazo, dos quais 2,3 milhões sem registos de compromisso e 477 mil euros gastos não cabimentados ou sem facturação de dívida, porque foram gastos à margem dos Serviços do município"
A próxima reunião pública da Câmara Municipal da Moita é na Baixa da Banheira, e vai realizar-se na próxima 4ª feira, dia 31 de Maio, às 21H, nas instalações do União Desportiva e Cultural Banheirense.

Eu sei que à mesma hora está a ser exibido o "Capote" no fórum mas, desta vez, fico à espera de ver do DVD.
Estes dias longos e de temperatura aprazível até às ultimas nesgas de Sol são um bom alibi para jantar um pouco mais tarde, e descer até ao Jardim das Laranjeiras.

Pego no gaiato e numa pequena bola e desço. Como eu está ali mais um pai, e a sua descendência, e um neto com o seu avô, que já conheço há uns anos. “Vocês misturaram isso bem, não se percebe bem a quem é que sai, mas ali a boca e o queixo parece-se com o teu avô”, sorri e concordei. Ainda por ali andavam 3 miúdos, também eles com uma bola. Ontem seriamos certamente mais de dez almas a usufruir aquele espaço.

Lamentámos os equipamentos para crianças terem desaparecido, vítimas de alguns adolescentes com tamanho a mais e consciência a menos (como muito acontece nestas idades), e desviámos da rota dos petizes o tanque de areia que ainda resta, e onde mais uma vez pude observar um cãozinho (e utilizo um diminutivo porque em tamanho não teria mais de 2 palmos) alegremente a passear o dono e a mostrar como se caga, literalmente, num espaço publico. A peste, o dono, não o bicho, quando lhe perguntaram se não sabia que ali ao lado existe um espaço próprio para as necessidades dos animais, responde “ele não gosta...”

Seguiu-se um diálogo pouco edificante, a meio do qual o tal pai estoira ”E TU GOSTAS QUE TE CAGUEM A SALA, Ó PALHAÇO?!?!”

2006-05-25

Terra, a nossa casa

Imaginemos que na nossa casa entram ladrões. Imaginemos que nos levam tudo, as nossas coisas. Imaginemos que nos levam os familiares. Imaginemos que não existe nenhuma razão lógica para tanto sofrimento.
Parem de imaginar, na terra em alguns locais do mundo isso acontece e acontece fundamentalmente por razões económicas, por dinheiro. O valor do dinheiro assumiu maior importância que o valor da vida. O sistema capitalista tudo permite na concentração da riqueza. Agora imaginemos um mundo sem dinheiro, ...

Trecho da Rua Fernando Pessoa, vista do Jardim das Laranjeiras
2006-05-25

2006-05-24

Reflexões acerca do código de Da Vinci

Jesus, muito preocupado, chama os seus discípulos e apóstolos para uma reunião de emergência, devido ao alto consumo de drogas na Terra.

Depois de muito pensarem, decide-se que uma comissão de discípulos desça à Terra e recolha diferentes drogas.

Efectua-se a operação secreta e, dois dias depois começam a regressar os comissários. Jesus espera à porta do céu.

Quando chega o primeiro servo: - Quem é? - Sou o Paulo. - E o que trazes, Paulo? - Trago haxixe de Marrocos. - Muito bem, filho. Entra.

Quem é? - Sou o Marcos. - E o que trazes, Marcos? - Trago marijuana da Colômbia - Muito bem, filho. Entra. - Quem é? - Sou o Mateus - E o que trazes, Mateus? - Trago cocaína da Bolívia. - Muito bem, filho.

Entra - Quem é? - Sou o João. - E tu, o que trazes, João? - Trago crack de Nova Iorque. - Muito bem, filho. Entra.

Quem é? - Sou o Lucas - E o que trazes, Lucas? - Trago speeds de Amesterdão. - Muito bem, filho. Entra. - Quem é? - Sou o Judas. -Jesus abre a porta: - E tu, o que trazes, Judas? - A POLICIA JUDICIÁRIA! TODOS NO CHÃO! TU TAMBÉM, Ó CABELUDO!!!
Andava eu à procura de destinos e encontrei isto.

Fonte: http://www.travel-images.com/portugal-se32.jpg
Não resisto a publicar o que agora me chegou ao mail:

8:00 horas - Alvorada;
8:30 h - Nuno Gomes começa a secar o cabelo;
8:35 h - Nuno Valente dá entrada no departamento médico, após alegadamente ter sido vítima de uma entrada violenta do seu colega de quarto, Petit, enquanto dormia;
9:00 h - Pequeno-almoço;
9:01 h - Nuno Gomes começa a chegar gel ao cabelo;
9:10 h - Figo levanta-se;
9:11 h - Cristiano Ronaldo dá entrada no hotel após uma noitada bem passada;
9:12 h - Ricardo Costa grita bem alto: "Como é possível eu estar aqui?", e abraça-se, eufórico, à pessoa mais próxima;
9:13 h - Ricardo é sodomizado por um empregado do hotel após este ter ficado excitado com a sua voz sexy;
9:14 h - Miguel agride de forma selvática os jornalistas que o tentavam fotografar enquanto comia;
9:15 h - Costinha consegue finalmente ter capacidade físico-motora para se erguer da cama;
9: 16 h - Maniche pesa-se e atira a balança com força contra a parede, depois de perceber que continua a pesar mais do que o Fernando Mendes;
9:20 h - Chegam ao hotel os dois camiões de queijos açorianos encomendados por Pauleta;
9:30 h - Nuno Gomes acaba de chegar o gel ao cabelo e dirige-se para a sala de maquilhagem;
9: 45 h - Scolari acorda;
10:00 h - Deco inicia o seu tratamento contra as borbulhas;
10:01 h - Simão chora, queixando-se de que Hélder Postiga lhe terá comido o pão com manteiga;
10:02 h - Caneira dá entrada no departamento médico, após ter sido vítima de uma entrada dura de Petit durante o pequeno-almoço;
10:10 h - Quim agride um empregado de mesa, depois de este lhe ter dito que era holandês;
10:30 h - Início do treino;
10:45 h - Figo e Cristiano Ronaldo entram no estúdio para gravarem um spot publicitário para um banco;
10:50 h - Nuno Gomes está finalmente pronto para entrar no treino;
11:00 h - Costinha inicia o pequeno-almoço;
11:01 h - Treino interrompido para prestar assistência médica a Luís Boa Morte, que foi vítima de uma entrada dura de Petit;
12:30 h - Fim do treino;
12:31 h - Costinha está pronto a iniciar o treino;
12:36 h - Banho;
12:40 h - Simão chora copiosamente porque Tiago não lhe emprestou o champô;
13:00 h - Almoço;
13:35 h - Figo e Cristiano Ronaldo juntam-se aos seus companheiros;
13:40 h - Scolari levanta-se da cama pronto a iniciar mais um dia de extenuante trabalho;
14:00 h - Costinha chega, visivelmente cansado, ao local onde decorre o almoço;
16:00 h - Rodada de "Sueca";
16:10 h - Costinha dá entrada no departamento médico, após ter-se lesionado com a caneta enquanto apontava os resultados da "Sueca";
16:30 h - Scolari reúne-se com a sua equipa técnica para delinear a estratégia para o primeiro jogo do Mundial;
16:32 h - Scolari inicia um jogo de Monopoly com a sua equipa técnica. A regra é bem simples: quem ganhar tem direito a escolher um jogador para o onze português que vai iniciar o Mundial;
17:00 h - Inicia-se o treino da tarde;
17:05 h - Figo e Cristiano Ronaldo iniciam as filmagens de um anúncio publicitário para uma bebida gaseificada;
17:10 h - Simão chora copiosamente porque Hugo Viana não lhe passou a bola;
19:00 h - Fim do treino;
20:00 h - Depois de uma extenuante tarde de Monopoly, estão já escolhidos dez dos jogadores que vão alinhar de início no primeiro jogo do Mundial;
20:30 h - Início do jantar;
20:31 h - Costinha dá entrada no departamento médico, após ter-se lesionado com o garfo enquanto comia;
20:32 h - Scolari vence o 11º jogo de Monopoly e tem por isso direito a escolher o último jogador do onze inicial; o brasileiro escolhe, eufórico, Quaresma; quando os seus adjuntos lhe dizem que Quaresma não pode ser escolhido porque não foi convocado, o treinador brasileiro perde as estribeiras e grita: "pôxa vida, cara! É sempre assim: quando eu ganho nunca há o prémio que eu quero. Vocês, portugas, não sabem perder, cara!";
21:00 h - Bilharada no salão de jogos do hotel;
21:10 h - Simão chora porque Deco ficou com o taco maior e mais brilhante;
21:30 h - Pauleta acaba de comer o seu 37º queijo açoriano de sobremesa;
22:00 h - Scolari diz estar extenuado e recolhe aos seus aposentos;
23:00 h - É dada ordem de recolher aos quartos;
23:05 h - Simão chora porque queria ficar com a cama do lado esquerdo do quarto;
00:00 h - Cristiano Ronaldo está pronto para sair;
00:02 h - Costinha acorda o departamento médico da selecção para ser assistido após ter-se lesionado ao mudar de posição enquanto dormia;
00:30 h-Merche Romero chega à entrada do Hotel e buzina bem alto, Cristiano Ronaldo ouve a buzina e sai;
01:00 h - Ricardo Costa grita bem alto durante o sono: "Como é possível eu estar aqui?";
07:59 h - Merche Romero deixa Cristiano Ronaldo na entrada do hotel;
08:00 h - Alvorada.

2006-05-23


Aí se o Rei voltasse à nação benfiquista!

Todos anos por esta altura, fala-se no regresso de Rui Costa, não sei se voltará ou não. Uma coisa é certa, quem sai a ganhar com tudo isto são os jornais, que aproveitam o "sebastianismo" benfiquista para manter a procura (ou aumentar) pós-campeonato.
Falando-se de cinema, e dos temas que este endossa para discussão pública, não posso deixar de destacar o Ciclo de Cinema “Os Filmes dos Óscares 2006” que desde o passado dia 17 decorre no Fórum Cultural José Figueiredo. Deixo-vos as sugestões para as próximas sessões:

24 de Maio - “Uma História de Violência” de David Cronenberg;

31 de Maio - “Capote” de Bennet Miller

7 de Junho - “Syriana” de Stephen Gaghan

15 de Junho - “Tsoti” de Gavin Hood

16 de Junho - “O Segredo de Brokeback Mountain” de Ang Lee

17 de Junho - “Crash - Colisão” de Paul Haggis

21 de Junho - “Walk The Line” de James Mangold

28 de Junho - “Boa Noite e Boa Sorte” de George Clooney

As sessões tem início às 21h30m e o bilhete custa apenas 2,5 €.

2006-05-22

Bandeiras

A euforia das bandeiras já começou. Os portugueses gostam de futebol, agora só falta começarem a gostar deles próprios.
Código de Da Vinci

Sendo eu um apreciador de Dan Brown e um apaixonado por história e significado dos símbolos usados pelo homem, fui ver o filme. Quanto ao filme, não vou comentar o que vi para não estragar o prazer a alguns que ainda não o tenham feito e que o queiram fazer, quanto a uma questão levantada, o que se passou no Concílio de Nicea, não deixo de levantar uma questão:

Será que a história escrita será próxima ao que aconteceu?
Será?

Já estou como o outro, pensava que era assim mas, afinal...
Muito se tem escrito nas caixas de comentários do banheirense e muitos post´s se tem feito em outros blogs sobre o banheirense ou elementos do banheirense. Justificações perguntas, enfim... Só gostava de saber porque é que se questionam uns e outros não, porque é que existem seres pensantes e justiça lhes seja feita, bem pensantes, que volta na volta, entram à carga com o banheirense. Será que não podemos ter opinião? Aproveito e deixo aqui um pedido de desculpas a todos os lesados pelas brincadeiras dos cobardes que no manto do anonimato achincalham aqui pessoas e até nos seus próprios blogs. Pessoas que nada tem a ver com política e muito menos com o P.C.P. levam por tabela por apenas gostarem de passar por aqui. A esses amigos as minhas desculpas. Mas será que isto é só brincadeira ou política. Será?
Vou tentar, pela ultima vez, esclarecer um ponto com alguns dos nossos vizinhos.

Não pretendemos ser o blog com mais visitas ou com mais comentários. Nascemos para falar da Baixa da Banheira e não para nos batermos com ninguém. Não somos politicamente isentos, nem pretendemos ser, e utilizamos o nosso nome como forma de responsabilização pelo que escrevemos.

Nós não temos contadores porque não é esse o nosso objectivo. Não temos o hábito controleiro que alguns dizem repudiar, mas que afinal utilizam para saber que é quem, quem escreve o quê e a que horas. Nem queremos ter.

Por muito que isso vos custe, não entramos nesse “campeonato”.
A Baixa da Banheira formou-se e cresceu como uma bolsa-dormitório das fábricas que então nos cercavam e no seu seio foram nascendo algumas empresas de pequena dimensão, maioritariamente do sector terciário. O elevado crescimento que esta vila apresentou durante décadas promoveu também o aparecimento de algumas empresas de construção civil. Creio não estar errado se disser que estas empresas de génese banheirense consistem em actividades tradicionais onde não existem novas tecnologias, nem inovação.

Já aqui escrevi da necessidade de se fomentar a fixação das gentes que se vão diplomando nas faculdades e institutos do país e que são obrigados procurar empregos qualificados noutras paragens.

Um outro fenómeno que começo a observar com bastante interesse é a criação de novas empresas por estes novos quadros, já com uma perspectiva diferente da dos primeiros comerciantes, não só na área de negócio, mas também na própria filosofia de empresa, que nasce com o objectivo de não se ficar apenas pelo pequeno comércio retalhista.

A Additive formou-se agora e é um dos poucos exemplos desta nova filosofia de negócio, pois mantendo-se no sector terciário, alia o comércio de material informático e assistência técnica à consultoria e outsourcing, ao desenvolvimento de software, e atreveu-se a nascer na Baixa da Banheira...

2006-05-19

AMIGOS DA HISTÓRIA LOCAL CONVIDAM A POPULAÇÃO
Passeio a Pré-História e a nova ETAR


Está a decorrer a consulta pública do estudo de impacte ambiental da nova Estação de Tratamento de Águas Residuais da Moita e Barreiro, uma obra grande e bastante necessária; a localização futura mais provável será o local onde agora se encontra o aterro de fosfogesso da Quimiparque, isto é, muito perto da Ponta da Passadeira, onde existem vários registos da Pré-história.

Assim, os Amigos da História Local irão no próximo dia 21 de Maio conhecer in loco as estações arqueológicas que têm vindo a ser investigadas, com a orientação e explicações do investigador António Gonzalez.

O passeio envolve uma boa dose de caminhada ao longo da zona ribeirinha e o ponto de encontro será no Coreto do Parque José Afonso, junto ao restaurante O Rio, na Baixa da Banheira, dia 21, Domingo, pelas 10:00h. Aí haverá uma introdução acerca dos registos pré-históricos da região e depois o grupo partirá e voltará a pé. Prevê-se que a actividade termine entre as 12:30h e as 13:00h.

Os Amigos convidam todos quantos os que se quiserem juntar ao grupo e sugerem levar calçado confortável, chapéu e água.

Passeio de 2 de Abril ao Gaio, Rosário e Sarilhos



Acerca dos Amigos da História Local:

Os Amigos da História Local são um grupo independente, formado em Setembro de 2005, agregando pessoas interessadas em conhecer melhor e valorizar a história e património do Concelho da Moita. Os encontros deste grupo têm lugar pelo menos uma vez por mês e constam de passeios, palestras, visitas culturais e outras actividades, seja no Concelho da Moita ou noutros locais, desde que contribuam para a comprensão da história e património locais.

Amigos da História Local
Moita - Portugal
amigoshistoria@gmail.com
Curiosamente, ou talvez não, é também a zona onde existe maior concentração de Ferraris.

Outro Mundo!

Na edição desta quinta-feira da revista Nature, astrofísicos europeus, após 2 anos de pesquisa pelo telescópio Spitzer, revelaram ter encontrado no sistema da estrela HD 69830 (semelhante ao Sol), um planeta com características idênticas ao nosso.
O planeta, com 18 vezes a massa da Terra, está numa zona habitável. Provavelmente é feito de um núcleo de rocha, gelo e envolvido em gás. Embora com essas condicionantes à vida, o planeta poderia ter luas rochosas onde existiria água, factor crucial para a existência de vida como a conhecemos. Afinal não é difícil acreditar, pois o nosso sistema solar também foi criado pelo espaço, com todos os condimentos que nele possam existir.
É caso para darmos razão à velha máxima de Anaxágoras, "tudo se confunde".

mais informação em:
http://www.portaldoastronomo.org/noticia.php?id=648

2006-05-17

A Estória do Escravo e do Senhor e o exemplo da humanidade

São vários os filósofos que consideram que o mundo está moldado em opostos. Ao bem opõe-se o mal, à luz as trevas e … Nesta perspectiva a estória do escravo e do senhor é uma realidade concreta e objectiva. Um senhor só o é porque tem um escravo e um homem só é escravo porque é escravizado por alguém. Partindo para os países ricos e pobres, o raciocínio é o mesmo, só existem países ricos porque há países pobres. O segredo, como alguém o disse é o equilíbrio, e este cabe a cada um de nós “escravos” procurá-lo, porque os senhores e os ricos, nunca quiseram o equilíbrio, quiseram manter o estatuto.

2006-05-16

Como de treinador e de louco todos temos um pouco, aqui vai a minha Selecção:

Guarda-redes:
Ricardo
Quim
Bruno Vale

Defesas:
Miguel
Paulo Ferreira
Ricardo Carvalho
Fernando Meira
Ricardo Rocha
Caneira
Nuno Valente

Médios:
Costinha
Petit
Maniche
Tiago
Deco
Quaresma
Figo
Cristiano Ronaldo
Boa Morte
Simão

Avançados:
Nuno Gomes
Pauleta
João Tomás

2006-05-15


"Obviamente, demito-o"

Foi talvez esta frase que mais motivou a população portuguesa para umas eleições que nunca poderia ganhar.
Depois do exílio, acabou assasinado por um comando da PIDE, esses mesmo que recebem subvenções vitalícias e condecorações do Estado Português.

2006-05-13

Vou lançar-vos um desafio: fotografem a nossa terra.

Não é nada de muito difícil, basta que levem uma máquina nos vossos trajectos diários, ou em pequenos passeios, e garanto-vos que vão ficar surpreendidos com o que vão encontrar. Existem pequenos recantos, pormenores de arquectura popular, e pasmem-se alguns, alguma paisagem urbana, que são autenticas relíquias, mas que habitualmente nos escapam ao olhar.

Quando tiverem resultados que vos satisfaçam, e se estiverem interessados em mostrá-las, mandem-nos que nós publicaremos.
Tanto me entristece ver
Que há no Mundo
Quem nem gente sabe ser
E que é gente... infelizmente

José Vicente, poeta popular banheirense

2006-05-12


Homenagem justa


Hoje lembrei-me de algo que ontem li sobre Darfur, onde ocorre um genocídio, uma matança de seres humanos, a extinção de um povo. Este homem, que para além de ser bom naquilo que faz, tem sido a voz que nos mete a mão na consciência. Para Clooney somos todos culpados. Eu porque não faço nada para o evitar, tu porque dizes que não podes mudar o mundo.
Gaio, Moita

2006-05-10

Provérbios para gente culta!!!

Expõe-me com quem deambulas e a tua idiossincrasia augurarei.
(Diz-me com quem andas e te direi quem és)

Espécime avícola na cavidade metacárpica, supera os congéneresrevolteando em duplicado. (Mais vale um pássaro na mão, que dois a voar)

Ausência de percepção ocular, insensibiliza o órgão cardial.
(Olhos que não vêem, coração que não sente)

Equino objecto de dádiva, não é passível de auscultação odontológica.(A cavalo dado não se olham os dentes)

O globo ocular do perfeito torna obesos os bovinos.
(O olho do amo engorda o gado)

Idêntico ascendente, idêntico descendente
(Tal pai, tal filho)

Descendente de espécime piscícola sabe movimentar-se em líquido inorgânico.
(Filho de peixe sabe nadar)

Pequena leguminosa seca após pequena leguminosa seca atesta a capacidade de ingestão de espécie avícola.
(Grão a grão enche a galinha o papo)

Tem a monarquia no baixo ventre
(Tem o rei na barriga)

Quem movimenta os músculos supra faciais mais longe do primeiro, movimenta-os substancialmente.
(Quem ri por último ri melhor)

Quem aguarda longamente, atinge a exaustão
(Quem espera desespera)

Fonte: http://olhodeorus.blogspot.com/

Espectáculo
O leilão da arte

A confusão que faz aos verdadeiros artistas verem peças de arte a serem leiloadas, ou seja a serem vendidas como se só tivessem aquele valor, o monetário. As verdadeiras obras primas deveriam ser expostas para que todos as pudessem contemplar, a isso poderiamos chamar a democracia da arte.
Os nossos amigos do Alhos Vedros ao Poder realizaram uma singela homenagem à nossa luta pelo reconhecimento do Fórum como equipamento municipal em solo banheirense.

Bem hajam!
A CACAV - Cooperativa de Animação Cultural de Alhos Vedros, que agora comemora os seus 20 anos de existência, lançou-se na Blogosfera com uma comunidade de leitores.

fonte Rostos-Online

2006-05-09





Hoje alguém me deixou sem palavras. Sei que não se pode relacionar mas a sensação foi a mesma de quando aqui entrei pela 1ª vez, só que hoje foi mais genuino.
Depois do Lloyd Cole é o INDIELISBOA2006.

Acredito que possa ser mais uma lamentável desatenção, mas no mesmo mês, dois eventos no Fórum que colocam a Baixa da Banheira no mapa cultural português, e que aparecem na publicidade como sendo realizados na Moita, é demais.

Vejam a publicidade na página 7 do Jornal da Moita de 4 de Maio, em que se refere o Evento INDIELISBOA 2006, Moita, 11 a 13 de Maio, sendo que todas as sessões terão lugar no Fórum Cultural José Manuel Figueiredo.

Acredito que a promoção do Concelho da Moita no exterior só tem a ganhar com a multiplicidade de espaços e culturas, e num concelho heterogéneo como o nosso, esta visão toma ainda mais acerto.

Para os que pensam que o Fórum Cultural caiu do céu, apenas porque o proprietário do antigo Cine-Parque na Baixa da Banheira procurou a CMM para que esta lhe comprasse o espaço antes que uma qualquer seita religiosa o fizesse, tenho a dizer-vos que esta foi uma luta de dezenas de anos e de muita gente, tendo sido iniciada ainda muitos anos antes do 25 de Abril. Na década de 80 chegou mesmo a existir uma maqueta de uma Casa da Cultura, que incluia nas suas valências, por exemplo, espaços para ateliês de artes e salas de ensaios que o actual Fórum, pelas limitações no espaço original, não alberga. Até o local para a sua construção esteve definido. Seria na Baixa da Serra, no espaço que agora está destinado ao Pavilhão Polidesportivo. Os anos foram-se passando, e não fora a compra do antigo cinema, provavelmente ainda estaríamos na mesma.

Não vejam nestas minhas linhas algum sentimento anti-qualquercoisa, não é o caso, nem vejo disso alguma necessidade. Sou apenas pela Baixa da Banheira, e como tal não gosto de a ver delapidada.
O Vital Moreira publica no CausaNossa um excerto da entrevista de Freitas do Amaral à revista "Unica" do Expresso, que não posso deixar de aqui replicar:

«Durante anos acreditei que era possível pôr em prática uma política social de combate à pobreza e às desigualdades, a partir de partidos de centro-direita, como penso que era o CDS, via doutrina social da Igreja. Foi isso que mudou: ao fim de 20 anos, cheguei à conclusão de que não é possível fazer uma política audaciosa a partir de partidos centro-direita, pelas suas ligações umbilicais aos grandes interesses económicos. Esses partidos vivem financeiramente dos contributos dos grandes interesses económicos.»

o que anda este gajo a fazer no PS?

2006-05-08

22º Aniversário de elevação a Vila da Baixa da Banheira

Programa

13-05-2006
15:30- Passeio de Canoas no Tejo (Org. Clube Naútico Moitense), Parque Zeca Afonso

16-05-2006
21:30- Sessão Solene com abertura da Exposição de Desenho e Banda Desenhada de jovens da Vila, Salão Nobre da Junta de Freguesia

27-05-2006
11:00- Encontro de amizade e jogo de futebol entre as equipas de Veteranos do Juventude Futebol Clube e os Bombeiros Municipais de Leiria, no Campo João Pedro do Grupo Desportivo Fabril

28-05-2006
10:00- Concentração e desfile de automóveis históricos e antigos, organização do Histórico Automóvel Clube entre Tejo e Sado
15:00- Gincana Automóvel
Pelas ruas da Vila

Lloyd Cole na Moita?

2006-05-07

Quem chega a Portugal pelo Aeroporto da Portela tem várias hipóteses para daí seguir viagem.

Ou tem uma boleia que o espera, e que apesar do preço exorbitante do parque de estacionamento será o mais cómodo, ou fica na fila de espera para os taxis, o que pelo que já me relataram, chega a demorar mais de uma hora, ou apanha logo ali à porta o Aerobus, uma carreira da Carristur, que pela publicidade nas costas do bilhete suponho que tenha um patrocínio do Hard Rock Café, mas que mesmo assim continua a cobrar 3€ por viagem. Esta foi a minha opção, não só pelo presumível tempo de espera, como também pelo preço tabelado e com o IVA devidamente deduzido, uma vez que a minha confiança nos taxistas do aeroporto anda pelas ruas da amargura.

O trajecto é rápido, mas o passageiro terá que tomar alguma atenção porque o percurso indicado nos placares do veículo é diferente do efectuado. É claro que alguém que pela primeira vez chegue a Lisboa com alguma atenção poderá suspeitar que aqueles nomes de ruas e praças são algo diferentes dos que o motorista sopra a um microfone fanhoso.

Para orientar os turistas na sua visita a Lisboa, no interior deste autocarro estão disponíveis mapas fornecidos pela Carristur com os seus percuros, e meia duzia de outras referências a locais de destaque como a Sé, as Torres das Amoreiras e o patrocinador atrás referido. O Castelo aparece como um jardim, e de fora deste mapa, e sem qualquer outra referência, fica o Centro Cultural de Belém.

Quanto aos transportes públicos, apenas figura a rede do Metro, ainda sem as ultimas actualizações, e os já referidos percursos turísticos. A rede da CP tambem está marcada mas das suas estações só figuram algumas, curiosamente, aquelas que não concorrem com as carreiras da Carristur, apesar de este ser uma mapa apoiado pelo Turismo de Lisboa.

Quem venha de uma cidade como Paris, onde o percurso entre a Gare du Nord e o aeroporto de Orly situado uns bons quilómetros a Sul faz-se em pouco mais de meia hora em transportes publicos, bem indicados num mapa fornecido gratuitamente com todas as redes de tranportes existentes na cidade (linhas de metro são só 14, mais os comboios suburbanos, os autocarros e os eléctricos), nota uma certa diferença, e não só no preço que em Paris se fica pelos 1,07€, se comprados em blocos de 10 unidades.

Depois de toda esta verborreia falta ainda dizer que fiquei quase uma hora à espera da bagagem, e que a meio da espera, e sem qualquer aviso aos passageiros, o tapete rolante onde as malas seriam depositadas foi alterado. Felizmente foi só para um outro logo alí ao lado.

2006-05-06















Uma parte da Baixa da Banheira vista do céu.

A peregrinação das nossas gentes!

Esta manhã deparei ao longo da estrada que liga o Pinhal Novo ao Montijo (não sei qual a nacional) com muitos caminhantes. Fiquei surpreso ao ver gentes de idades tão diversas a caminharem juntos. Encostei o carro e perguntei-lhes qual era a volta, responderam-me que iam para Fátima. Fiquei admirado, pois tinha a ideia que este ritual era mais visto a norte. Olhei para o relógio e verifiquei que faltavam 7 dias para o 13 de Maio. Questionei-lhes ainda onde iam pernoitar hoje, responderam, que iam almoçar a Alcochete e lá pernoitariam alguns. Terei-lhes algumas fotos das quais esta foi a eleita para o post. O primeiro grupo saíu de Setúbal às 4 da manhã ao qual se foram juntando outros ao longo do caminho. Mais á frente na rotunda onde se junta esta estrada com a que vem da Moita, vinham outros grupos. Ao encontrarem-se sorriram e comprimentaram-se, depois, seguiram o caminho comum que os unia. Desejei-lhes Boa Viagem, e que a senhora os acompanhasse!
A respeito das nacionalizações na Bolívia

"Nacionalizar a indústria petrolífera deveria ser a doutrina de qualquer movimento político progressista. A evidência do envolvimento da indústria na invasão do Iraque, assim como sua óbvia cumplicidade na corrupção do sistema político deveria proporcionar a prova exaustiva de que os gigantes do petróleo são um perigo claro e presente para a democracia e precisam ser colocados sob o controle do estado." Mike Whitney , fergiewhitney@msn.com

A respeito do ataque do governo socialista aos direitos dos desempregados

"Margarida Antunes (MA) , na sua tese de doutoramento com o titulo "O desemprego na politica económica", depois de analisar as várias teorias económicas e estudos empíricos sobre o mercado de trabalho e o desemprego refere-se a um estudo sobre Portugal realizado por Leonor Modesto, em que esta autora concluiu que "as alterações verificadas em 1989 no regime do subsidio de desemprego não parecem ter deteriorado nem a curva de Beveridge nem a eficiência de ajustamento do mercado de trabalho" (pág. 196). E a mesma MA escrevia: "A partir de 1989, as condições de elegibilidade para a obtenção do subsidio tornaram-se menos restritivas, o período de protecção garantida foi alargado e o período de concessão passou a ser determinado em função da idade do desempregado… No entanto, o sistema de subsidio de desemprego, em Portugal, continua a ser pouco generoso quando comparado com os demais países da União Europeia" (pág. 195). Em relação àqueles que defendem que "quanto menor for a duração do subsidio de desemprego, maior é a intensidade da procura", Margarida Antunes citava Atksinson e Micklewright que "criticavam a simplificação subjacente a tais modelos". Segundo estes autores, pelo contrário a maior duração do subsidio desemprego "pode atenuar o fluxo do desemprego para a inactividade e reforçar o fluxo em sentido contrário" (pág. 52).; por outras palavras, a redução do período durante o qual o desempregado tem direito a receber o subsidio de desemprego, como defende o governo, poderá determinar a exclusão definitiva mais rápida do mercado de trabalho para muitos desempregados." Eugénio Rosa

Enfim, é preciso é pensar, só isso.

2006-05-04



Meninos do rio

Achei esta foto na web!
resolvi publica-la no banheirense, porque para muitos de nós, esta escultura remete-nos para a nossa infância vivida no rio.

2006-05-03


Recordações


Lembram-se, não era muito dinheiro, mas era bem mais bonito que o euro.


Descubra os ritos e os mitos da terra!

No próximo dia 6 de Maio (sábado), o grupo de teatro "O Bando" sediado em Vale de Barris, Palmela, vai organizar uma actividade relacionada com o nascimento da terra. Através duma caminhada chamada "Terra" que tem ínicio às 16h00, o grupo, guiar-nos-á num percurso de descoberta da importância dos ritos e mitos da terra nas culturas do mundo.
O preço da actividade é de 10€ por pessoa com lanche incluido.

Para mais informações e reservas: 21 233 68 50
site: http://www.obando.pt

2006-05-02

2006-05-01


1º de Maio - Dia do Trabalhador

A 1 de Maio de 1886, trabalhadores, aos milhares, manifestaram-se nas ruas de Chicago, nos Estados Unidos da América, como em muitas outras cidades americanas. Exigiam um horário de trabalho de oito horas diárias. No dia 4 de Maio, numa manifestação com o mesmo intuito, ouviu-se uma explosão, a que se seguiu uma repressão brutal, feita pelas forças de segurança, bem como pelos gangs ao serviço dos patrões, o que originou mais de 100 mortes e várias dezenas de operários presos. Deu-se no nome de mártires de Chicago a este acontecimento, a esta jornada de luta. Em Portugal, só em Maio de 1996, ou seja 110 anos depois, é que se aprovou a lei da semana de 40 horas de trabalho, só 110 anos depois! Hoje este horário, ou jornada de trabalho semanal, é questionado. Não tem sentido. Viva o 1º de Maio.